La La Land: City of Stars

Google Imagens

Eu acho que não consigo descrever o que eu senti ao ver La La Land: City Of Stars, nos primeiros minutos de filme já deu para entender o motivo de tantos prêmios e indicações. Um dia de verão, trânsito, um plano sequência fabuloso de pessoas saindo de seus carros cantando e dançando… Foi de tirar o folego. Nesse momento, confesso que fiquei com medo do filme inteiro ser cantado e coreografado e se tornar monótono, mas então somos apresentados a Mia (Emma Stone), uma barista que trabalha perto de um grande estúdio e sonha em ser atriz, mas acaba que nunca é chamada para nada. Seu caminho cruza com o de Sebastian (Ryan “Gostoso” Gosling), um excelente músico que sonha em abrir a sua própria casa de jazz, mas que ainda não obteve nenhum sucesso profissional.

Não é segredo que eles se apaixonam e passam a viver uma história de amor recheada de referências a Era de Ouro de Hollywood e o desenrolar da história ocorre nos conflitos que eles passam em buscas das suas ambições e realizações profissionais, tudo com um bom tempero de jazz e de como esse estilo de música e a vida podem estar mais interligados do que imaginamos.
Além de um roteiro cativante, chama a atenção a maneira como a história é contada ao público e também como cada elemento em cena, cada gesto e cada técnica de filmagem interagem em perfeita harmonia.
O final é surpreendente e emocionante, mas não vou estragar contanto spoilers por aqui! A missão Oscar 2017 continua e em breve eu trago mais um filme para gente comentar.
Me conta o que vocês acharam de La La Land: City of Stars que eu quero saber se vocês também ficaram embasbacados como eu.

Antes tarde do que nunca!

Olá pessoinhas,

Ano Novo, BLOG NOVO!
No ano passado eu passei por muitas dificuldades e confesso que me entreguei a elas, mas é com imenso prazer que eu venho anunciar a volta definitiva do LUDICES.
E não é só uma volta com os reviews de filmes e lugares que eu tive o prazer de conhecer, eu venho com uma nova proposta, novas ideias, enfim BLOG NOVO!
Espero que vocês curtam essa nova fase junto comigo e espero que participem sempre, vou precisar da opinião de vocês sobre essas mudanças. Para começar eu trago o quadro METAS DA LUD, fiz uma pesquisa e vi que pessoas que buscam metas reais e atingíveis conseguem se sentir mais plenas e satisfeitas em suas vidas. Logo resolvi adotar esse sistema esse ano e vou compartilhar todos os resultados com vocês.

  1. Buscar uma vida mais saudável
    Motivo: eu engordei no ano passado e quero voltar a fazer as atividades físicas que eu estava fazendo e voltar a ver o corpitcho que eu estava alcançando.

2. Ler 2 livros por mês.
Motivo: Sempre fui obcecada por livros e confesso que perdi esse hábito, quero voltar a tê-lo e óbvio que vou compartilhar cada histórias com vocês. Inclusive já deixo a dica do último que eu li “A garota no Gelo” do Robert Bryndza, suspense e investigação policial na medida certa.

3. Guardar 10% de todo dinheiro que eu receber.

Motivo: Esse sistema também sempre funcionou pra mim, mas confesso que desde que fiquei desempregada eu perdi um pouco um controle das coisas. A meta é voltar a ter esse controle e óbvio economizar para futuros projetos que eu vou contar mais pra frente 😉

4.Produzir material para o blog com pelo menos uma semana de antecedência.
Motivo: Ser mais organizada com os meus projetos principalmente com o blog, assim sempre terão boas matérias e ele sempre estará atualizado.

5. Estudar mais e abrir meu negócio fotográfico.
Motivo: Esse aqui é o meu maior objetivo em 2017. No ano passado eu tive o prazer de iniciar um curso de fotografia básica e me apaixonei! Agora quero estudar mais e ter cada vez mais experiência para conseguir transformar esse hábito em uma profissão linda e rentável e esse já está bem encaminhado e já já eu mostro pra vocês como vai ser.

Essas são minhas principais metas para o início de 2017, no meio do ano eu faço uma avaliação pessoal de como estão essas metas, se já foram realizadas ou se falta algo para conclui-las. E claro, crio novas metas!

E vocês? O que querem mudar ou melhorar na vida de vocês nesse novo ano? Comente aqui pra eu ficar sabendo 😉

The Fifties – Barra Shopping

cardapio the fiftiesFui conhecer o The Fifties do Barra Shopping e apesar do ficar no meio do corredor, a decoração de lanchonete dos anos 50 dá um ar aconchegante ao local. Como estava acompanhada do boy nos demos ao luxo de fazer uma gordice suprema e pedimos o Fifties For All (R$34,00), um prato composto por chips, mozzarella sticks, onion rings e buffalo wings acompanhado de molho de tomate e blue cheese.

#FalaLud: Os molhos são bem gostosos, o de tomate combina com os sitcks de mozzarella, que são enormes e levemente apimentados. Já o blue cheese vai com as bufallo wings, que vieram no ponto certo e bem sequinhas. Achei as chips meios sem graça e as trocaria por batatas fritas, já meu xodózinho do coração, as onion rings, estavam ótimas.

hamburguer the fiftiesPara prato principal escolhi o Bacon Burger’n Blue (R$ 31,50) feito com um blend de 200g de carne e bacon, queijo gorgonzola, onion rings e maionese da casa. Estava delicioso e logo na primeira mordida senti todos os ingredientes se misturando em perfeita harmonia. A qualidade e o sabor são excelentes fazendo com que o preço seja justo.

jalapeno the fiftiesO boy, que é apaixonado por pimenta, pediu o Jalapeño Bacon Burger (R$ 31,50) feito com blend de 200g de carne e bacon, queijo cheddar, pimenta jalapeño, rúcula, tomate, cebola roxa e maionese picante. Só pela descrição dá pra ver que é ardência pura! Quando eu experimentei achei gostoso, mas a pimenta fica tão forte que esconde o sabor de todo resto.

bourbon cookiePra finalizar pedimos um Bourbon Cookie (R$ 23,00) que é um delicioso milkshake de 400ml feito com creme batido, Bourbon, cookies e chantilly. A ideia de milkshake com bebida alcoólica é mega original e junto com bom atendimento, preço justo e comida deliciosa provocam vontade de voltar logo para experimentar outras delícias do cardápio. O que você achou? Já foi lá? Me conta nos comentários.

Seriemaníaca – Stranger Things

stranger things netflixQuando um garoto desaparece, a cidade toda participa nas buscas. Mas o que encontram são segredos, forças sobrenaturais e uma menina.” 

Com essa descrição e a classificação de ser uma série de ficção científica eu confesso que não me empolguei muito para ver a nova série Stranger Things da Netflix. Mas com um empurrãozinho do boy, me rendi e me apaixonei por ela e se fosse descrever em apenas uma palavra, seria SENSACIONAL.

Uma deliciosa harmonia de mistério, suspense, aventura e sobrenatural encanta logo no primeiro episódioApesar de usar muitas referências à thrillers dos anos 80, a trama não se prende a isso e caminha sozinha rumo ao sucesso. A escolha do elenco foi muito eficaz, nomes conhecidos como Winona Ryder fazem parte do enredo, mas confesso que foram os atores mirins que conquistaram o meu coração. Galen Matarazzo (Dustin) e Millie Brown (Eleven) são excepcionais.

Uma das coisas que mais me chamou a atenção foi como eles conseguiram remeter a década de 80 em tudo. A história por si só já é uma enorme menção à época, o uso de figurino e cenário também. Mas até as letras usadas nos créditos e a entrada da série nos lembram os clássicos dessa década. Além disso, a trilha sonora é um espetáculo à parte. Uso de melodias com sintetizadores e músicas que foram sucesso naqueles tempos como “should I stay or should I go“, do The Clash dão um toque especial a série.

Sabe aquelas histórias que te prendem de tão ansioso que você fica pra saber o que vai acontecer e ao mesmo tempo te fazem pensar em mil coisas? Stranger Things é assim.

Eu só levantei as mãos para o céu e agradeci à Netflix por ter disponibilizado toda a primeira temporada e já ter confirmado a segunda. \o/ Agora é só esperar ansiosamente.

E o que vocês acharam? Me contem nos comentários.

 

T.T. Burger – Barra da Tijuca

TTBarraEsse final de semana eu fui conhecer o T.T. Burger da Barra da Tijuca. Ele fica na rua Olegário Maciel, 460, uma rua super conhecida no bairro pelos seus diversos bares e restaurantes.
Ao chegar você já nota o clima descontraído do local, com frases irreverentes em todos os lugares e uma decoração divertida que me cativou só de olhar.
Eles trabalham com um sistema de peça e leve pra comer, isso quer dizer que você vai ao caixa, faz o seu pedido e ao chamarem seu nome, muitas vezes com um megafone, você pega sua gordice numa sacola de delivery. Mas não pense que por não ter garçons nas mesas o atendimento é ruim, pelo contrário. Fui super bem atendida por  vários funcionários.

delivery
Uma coisa bem legal dessa unidade é que eles possuem uma área para eventos. Basta reservar e você consegue fazer a sua festa ali, um diferencial comparado as outras hamburguerias que eu já fui. Mas vamos ao que interessa, a comida.

hamburguer

Google Imagens

O chef Tomas Troisgros, dono do local, criou a única receita da casa. Um blend de carne feito de acém, fraldinha e contra-filé, acompanhado de alface crespa, tomate, queijo meia cura, picles crocante e molho especial, tudo isso servido em um pão de batata doce. No cardápio você pode pedir de duas maneiras o T.T. Burger (R$ 36,00) com uma carne ou o T.T.Zão (R$ 42,00) com duas carnes.
Você também pode pedir para colocar adicionais como bacon, carne seca desfiada ou cogumelos shitake, cada item tem um valor específico.
Vale comentar que agora eles tem o T.T. Praquemnãocomecarne (R$ 39,00) que é uma versão que substitui o blend de carne por enormes cogumelos shitakes. Uma maneira criativa de atrair o público vegetariano. Mas poderiam ter feito um tipo de hambúrguer de cogumelo, ao invés de apenas tirar a carne e colocar os shitakes.

#FalaLud
: O hambúrguer é mega gostoso, pedi os adicionais de bacon e shitake. Tenho que dizer que o bacon veio mega crocante, do jeito que eu gosto. Também gostei bastante do molho da casa, porém acho que poderia vir um pouco mais. Mas a relação custo x benefício não compensa tanto. A verdade é que o hambúrguer é bem bom, mas achei caro demais comparado a outras hamburguerias com comidas tão boas quanto.

Sacode Paçoca

Divulgação

Outra coisa que chama a atenção são os sacodes, que é o nome engraçado que eles dão para os milk-shakes da casa. Como estava em um grupo grande, tive o prazer de experimentar o de doce de leite com flor de sal, o de Nutella e o de paçoca. Todos estavam gostosos, mas achei muito doce. Então eu sugiro que beba acompanhado de umas batatinhas. Por falar em batatas eles tem dois tipos de batatas, as tradicionais batata palitos e as batatas chips com tempero de vinagre e sal. Particularmente as chips estavam com gosto de vinagre puro, mas as batatas palitos eu gostei. Estavam frescas e saborosas.

ketchup

Google Imagens

Claro que não poderia deixar de comentar sobre o famoso Ketchup de Goiabada. Desde que eu ouço falar do T.T. que as pessoas comentam sobre esse molho. Ele tem mais sabor de barbecue do que um ketchup, mas não é muito doce ou picante. Eles ficam disponíveis em todas as mesas para se comer a vontade e se você gostar pode comprar um pote para levar pra casa .

Num geral eu adorei o local e achei a comida saborosa, mas o preço pesou no bolso e não devo voltar lá tão cedo. Você já conhece? Diz nos comentários a sua opinião.