La La Land: City of Stars

Google Imagens

Eu acho que não consigo descrever o que eu senti ao ver La La Land: City Of Stars, nos primeiros minutos de filme já deu para entender o motivo de tantos prêmios e indicações. Um dia de verão, trânsito, um plano sequência fabuloso de pessoas saindo de seus carros cantando e dançando… Foi de tirar o folego. Nesse momento, confesso que fiquei com medo do filme inteiro ser cantado e coreografado e se tornar monótono, mas então somos apresentados a Mia (Emma Stone), uma barista que trabalha perto de um grande estúdio e sonha em ser atriz, mas acaba que nunca é chamada para nada. Seu caminho cruza com o de Sebastian (Ryan “Gostoso” Gosling), um excelente músico que sonha em abrir a sua própria casa de jazz, mas que ainda não obteve nenhum sucesso profissional.

Não é segredo que eles se apaixonam e passam a viver uma história de amor recheada de referências a Era de Ouro de Hollywood e o desenrolar da história ocorre nos conflitos que eles passam em buscas das suas ambições e realizações profissionais, tudo com um bom tempero de jazz e de como esse estilo de música e a vida podem estar mais interligados do que imaginamos.
Além de um roteiro cativante, chama a atenção a maneira como a história é contada ao público e também como cada elemento em cena, cada gesto e cada técnica de filmagem interagem em perfeita harmonia.
O final é surpreendente e emocionante, mas não vou estragar contanto spoilers por aqui! A missão Oscar 2017 continua e em breve eu trago mais um filme para gente comentar.
Me conta o que vocês acharam de La La Land: City of Stars que eu quero saber se vocês também ficaram embasbacados como eu.

2 comments

  1. Carol Menezes says:

    Amiga fiquei arrepiada com a sua avaliação do filme!!! Tô muito empolgada pra ver! Assim que eu assistir venho aqui comentar de novo! Ameiiiii, continue inspirando pessoas! Beijocas

Leave a Reply